O engenheiro ambiental atua no diagnóstico, manejo, tratamento e controle de problemas ambientais urbanos e rurais. O que o diferencia dos demais profissionais que atuam na área ambiental é que, além de identificar e avaliar a dimensão do problema, ele consegue propor a solução, projetá-la, implantá-la e monitorá-la.
Esse bacharel é capacitado para elaborar estudos de impacto ambiental e para atuar nos processos de gestão ambiental e de certificação ambiental, a série ISO 14000 (certificação de qualidade ambiental concedida por um órgão internacional).
Com essas habilidades, os especialistas dessa área encontram oportunidades de trabalho em centros de pesquisa, órgãos de gerenciamento e controle ambiental, organizações não governamentais, empresas de saneamento e de abastecimento de água, energia elétrica e vigilância sanitária, universidades e departamentos de controle da poluição de instituições privadas e públicas. Empresas de construção civil, empresas de consultoria e órgãos encarregados da definição de políticas públicas ambientais também são potenciais empregadores.
A Unesp oferece a graduação em Engenharia Ambiental em três câmpus: Presidente Prudente, Rio Claro e Sorocaba. Nas três unidades, o curso é composto de disciplinas das áreas de Exatas e Biológicas, que dão ao profissional a formação multidisciplinar necessária.
Os estudantes utilizam sistemas e equipamentos de controle de poluição do ar, da água e do solo, desenvolvem técnicas de recuperação de áreas degradadas e aprendem formas de preservação, conservação e recuperação de recursos naturais. Além do conhecimento técnico, os projetos e aulas estimulam nos graduandos criatividade, curiosidade, visão interdisciplinar, habilidade para comunicar ideias, rapidez de raciocínio e boa cultura geral. Um perfil profissional com essas características é um diferencial para o mercado de trabalho.

Perfil multidisciplinar soma conhecimentos de
Ciências Biológicas e Exatas

Em Presidente Prudente, o futuro engenheiro é levado a criar soluções para adequação ambiental de empresas, além de pensar uma gestão de recursos naturais de forma mais eficiente do ponto de vista econômico e ambiental.
O curso de Rio Claro é direcionado para a formação de um profissional com sólidos conhecimentos em ciências básicas, espírito de pesquisa e capacidade de conceber e operar sistemas e processos de prevenção da poluição.
A unidade de Sorocaba enfatiza a formação de profissionais que atuem na área de tecnologia de sistemas ambientais.
Em todos os câmpus, é promovida também a compreensão integrada dos problemas administrativos, econômicos, sociais e do meio ambiente, de forma a habilitar o formado a trabalhar em equipes interdisciplinares.