O bacharel formado em Comunicação Social com ênfase em Relações Públicas (RP) é o responsável pela comunicação de instituições públicas e privadas com as mais diversas comunidades (interna, setorial e externa). Seu objetivo é zelar pela boa imagem que as pessoas têm das organizações, fortalecendo valores como credibilidade e reputação.
Para isso, ele usará diversos instrumentos e canais de comunicação, entre eles os house organs (jornais, revistas, boletins, entre outros veículos) e os eventos (seminários, encontros, reuniões, etc.). Em linhas gerais, este profissional pode ser descrito como estrategista da comunicação em uma organização.
A lista de atribuições de um RP é extensa. Ele deve ter competências profis­sionais e intelectuais para desenvolver atividades de criação, produção, distribuição, recepção e análise crítica dos meios de comunicação e de suas inserções culturais, políticas e econômicas. Precisa conhecer as demandas sociais e ser capaz de se adequar à complexidade e à velocidade do mundo atual. Necessita, ainda, ter uma visão integradora e genérica, especialização em seu campo de trabalho e habilidade de saber utilizar criticamente o instrumental teórico e prático adquirido no curso.
Única do gênero em todo o Interior do Estado de São Paulo, a graduação de Comunicação Social – Relações Públicas da Unesp é oferecida na Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (Faac), Câmpus de Bauru, no período noturno. O currículo do curso está de acordo com a realidade que os futuros profissionais encontrarão no mercado de trabalho, tendo em vista que a sobrevivência das empresas depende cada vez mais de imagem confiável – além, claro, da qualidade de seus produtos.

Único curso do Interior Paulista tem currículo
atualizado e ênfase na prática da carreira

A grade curricular possui disciplinas dinâmicas, com conteúdos constantemente atualizados e ênfase no ensino das práticas profissionais, associadas à experimentação de novos recursos a partir de uma abordagem teórica crítica. Seu objetivo é formar profissionais capazes de analisar situações complexas e pôr em ação estratégias de comunicação efetivas. Por essa razão, enfatiza um conjunto de disciplinas humanistas, como Economia, Filosofia, Psicologia, Política e Sociologia, associadas a matérias teórico-práticas, como Estatística Aplicada à Comunicação, Planejamento em Relações Públicas, Técnicas de Relações Públicas, Psicologia Organizacional e Relações Públicas Governamentais.
Os alunos podem treinar esses ensinamentos na empresa júnior do curso, que realiza diversas atividades na área. Os formandos devem apresentar o trabalho de conclusão de curso, que pode ser monografia com tema relacionado à área de relações públicas ou a promoção de eventos (ou desenvolvimento de atividades práticas) em que possam demonstrar a aplicação dos conhecimentos apreendidos. as organizações começam a se mostrar dispostas a ter esse profissional em seus quadros.