Agronomia Fisioterapia
Ciências Biológicas Fonoaudiologia
Ciências Biomédicas Medicina
Ecologia Medicina Veterinária
Educação Física Nutrição
Enfermagem Odontologia
Engenharia Florestal Terapia Ocupacional
Farmácia-Bioquímica Zootecnia

Jesus Aparecido Ferro

O estudante de Ciências Biológicas é, antes de tudo, um eterno curioso pelos fenômenos que regem a vida na Terra em todas as suas facetas. A palavra biologia vem do grego bios (vida) + logos (estudo), ou seja, é a área da Ciência que estuda os seres vivos e suas relações com o ambiente.
O estudante de Biologia adquire ao longo do curso um conhecimento amplo em áreas que abrangem, entre outras, a física, a matemática, a química, a bioquímica, a fisiologia, a imunologia, a microbiologia, a parasitologia, a genética, a biologia molecular, a genômica, a ecologia, a reprodução, a evolução das espécies, a histologia, a anatomia, a zoologia, a sistemática vegetal, a paleontologia e a bioética. Assim, ao adquirir conhecimentos em diversas áreas, ele está preparado para atuar em um vasto campo de atividades que vai desde ser professor no primeiro e segundo graus até ser professor de faculdade, consultor na área ambiental, pesquisador em empresa pública ou privada, podendo atuar em áreas tão diversas quanto turismo ecológico, sustentabilidade ambiental, vida marinha, preservação das espécies, biorremediação, reprodução humana e animal, células tronco, neuroquímica, bioinformática, engenharia genética, biotecnologia, biocombustíveis e, naturalmente, trabalhar em um zoológico ou em uma reserva florestal. Pode ser ainda um empreendedor e criar uma empresa.
Na prática, o biólogo pode atuar na área que desejar dentro do espectro de conhecimentos que ele adquire durante o curso, o que é fascinante. Mas pode não ser tão fácil quanto parece. Para algumas das áreas de atuação, talvez a formação inicial adquirida no curso de graduação não seja suficiente, sendo então necessário fazer alguma especialização ou até mesmo uma pós-graduação. Portanto, é muito importante que durante o curso o estudante vá definindo em qual área ele gostaria de atuar após a conclusão do mesmo (aquela que é a sua paixão) e já ir se preparando, através de estágios ou de cursos complementares. Se a vocação é ser professor, e o Brasil precisa muito de bons professores, as disciplinas da área de didática fornecem o subsídio necessário.
Enquanto o século XX foi o do avanço das ciências físicas e químicas, com o surgimento do transistor e da bomba atômica, o século 21 deverá ser marcado pelo avanço das ciências da vida, quando os mistérios do cérebro serão desvendados, as células tronco permitirão a substituição de órgãos e a terapia gênica será uma realidade. Mas, ao mesmo tempo, precisamos impedir que a vida na terra seja ameaçada pelo desequilíbrio ecológico e o aquecimento global, ou seja, temos que aprender a produzir alimento, energia e desenvolvimento com sustentabilidade. Neste cenário, o biólogo tem um papel único, pois conhece as inter-relações que governam a vida na Terra.

Jesus Aparecido Ferro é professor e pesquisador da Unesp em Jaboticabal. Formado em Ciências Biológicas pela USP, mestre e doutor pela USP e livre-docente pela Unesp, é membro da Academia Brasileira de Ciências e foi um dos sócios fundadores da Alellyx Applied Genomics, empresa de biotecnologia agrícola.